Início Policial Filho fica nervoso após mãe jogar fora bitucas de cigarro de maconha e a agride com socos e chutes

Filho fica nervoso após mãe jogar fora bitucas de cigarro de maconha e a agride com socos e chutes

838
Indivíduo não deveria estar na casa da vítima devido a uma medida de afastamento expedida em decorrência de outra violência praticada em 2016. Ele foi preso em flagrante.

U m homem, de 37 anos, foi preso em flagrante neste sábado (12) após agredir a própria mãe, de 57 anos, com socos e chutes. O fato ocorreu na casa da mulher, no Jardim Itapura, em Presidente Prudente, de onde o indivíduo deveria se manter afastado devido a uma medida protetiva em decorrência de outra lesão praticada contra a vítima.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, a Polícia Militar foi acionada via 190 e informada de que uma mãe estava sofrendo agressões praticadas pelo filho.

Chegando ao local, os militares foram atendidos pela vítima. A mulher informou que seu filho é viciado em maconha e que desde o dia anterior, quando ele chegou ao imóvel com uma lata de cerveja na mão e foi repreendido por ela, era agredida pelo indivíduo.

Ainda conforme relatou a mulher, ela teria jogado algumas bitucas de cigarros de maconha no lixo, que eram de seu filho, fato que o deixou nervoso e fez com que ele começasse a ameaçar de morte, xingar e a agredir com socos e chutes, tendo batido sua cabeça contra a parede, a jogado no chão e pisado em cima.

Como o homem não estava mais na casa da mãe, os militares patrulharam pelas imediações e o localizaram. Ao ser abordado e revistado, nada de ilegal foi encontrado.

Quanto aos fatos narrados pela vítima, o indivíduo declarou que só havia discutido com a mãe e que se defendeu, pois ela teria pego uma faca para investir contra ele durante a discussão.

A vítima ainda relatou aos policiais que contra o filho havia uma medida de afastamento devido a uma agressão praticada em 2016, mas que logo após sair da cadeia, ele voltou para casa e ela ficou com medo de denunciar.

Diante da situação e lesões aparentes na vítima, o indivíduo recebeu voz de prisão, que foi ratificada na Delegacia Participativa da Polícia Civil, onde permaneceu à disposição da Justiça.

O Boletim de Ocorrência foi registrado como lesão corporal, ameaça, injúria, violência doméstica e descumprimento de medida protetiva de urgência.

Do G1

Comentários

comentários

Carregar mais em Policial

Deixe um resposta

Seu email não será publicadoOs campos marcados são obrigatórios *

Quer mais? Veja isso.

Lideranças dos caminhoneiros dizem que país vai virar um caos nesta sexta-feira (25)

Paralisação segue por tempo indeterminado em todo o Brasil O presidente da Associação Bras…