Início Brasil ‘Quem está de fuzil não está querendo conversar’, diz Alckmin sobre morte dos 10 assaltantes.

‘Quem está de fuzil não está querendo conversar’, diz Alckmin sobre morte dos 10 assaltantes.

43

Operação policial resultou em dez mortos após a tentativa de assalto de uma casa no bairro da Zona Sul da capital

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), negou falhas ou excessos e defendeu a ação policial que resultou em dez mortos após a tentativa de assalto de uma casa no Morumbi. “Quem está de fuzil não está querendo conversar. Eram criminosos fortemente armados, com munição inclusive que nem pode ser utilizada e coletes balísticos”, afirmou, acrescentando que não recebeu informação sobre qualquer irregularidade cometida pelos agentes na operação.
Após participar de fórum organizado pela revista Exame, Alckmin, ao ser questionado por jornalistas sobre a ação, disse que a quadrilha vinha sendo investigada havia vários meses pelo setor de inteligência da Polícia Civil.
Segundo o governador, o grupo já tinha feito outros roubos e assaltos a bancos na capital paulista e em Indaiatuba, interior do Estado. Com informações do Estadão Conteúdo.

Comentários

comentários

Carregar mais em Brasil

Deixe um resposta

Seu email não será publicadoOs campos marcados são obrigatórios *

Quer mais? Veja isso.

Fábio de Melo fala sobre haters: ‘Ódio mata quem o leva no coração’

Padre escreveu sobre internautas que se escondem por trás de perfis falsos para agredir ou…