Início Lifestyle Saudável e barata: como economizar dinheiro com a alimentação

Saudável e barata: como economizar dinheiro com a alimentação

11

Ainda há a ideia de que comer de forma saudável emagrece mais a carteira do que o corpo. Mas temos provas do contrário

A alimentação é um dos maiores pesos no orçamento de uma família. Com subidas de preço aqui e ali, a fatura mensal tende a ficar com cada vez mais números e, muitas vezes, quem sofre com isso é a saúde. E não falamos da saúde financeira.

Os produtos processados e pré-confeccionados têm preços bastante apelativos e ganham ainda destaque nas escolhas diárias por já estarem quase prontos a consumir. Contudo, a inclusão diária deste tipo de alimentos trará consequências sérias e graves a curto, médio e longo prazo.

Embora ainda sejam muitas as pessoas que acreditam na ideia de que comer de forma saudável emagrece mais a carteira do que o corpo, a verdade é que cozinhar as refeições em casa não só dá mais saúde como ajuda também a poupar dinheiro ao longo do mês. E se as refeições forem previamente preparadas – aos domingos, por exemplo -, poupa-se ainda tempo entre panelas ao longo da semana.

Como destaca o site La Vaguardia, uma das formas de poupar dinheiro com a alimentação é apostar nos alimentos da época e fazer dos vegetais os protagonistas em todas as refeições, pois são alimentos nutritivos, saudáveis, versáteis e econômicos. Mas acha que as saladas de pacote entram aqui? Nem por isso. Sim, são práticas e prontas a consumir, mas o preço que paga por uma embalagem não se compara ao que poderia comprar na secção dos frescos, por isso, evitar os vegetais já preparados para consumo – sejam cortados ou separados em embalagens – é outra forma de poupar mais uns ‘trocos’ em cada ida ao supermercado.

E se os vegetais já cortados e lavados pesam na fatura final, deve-se também evitar comprar carnes e peixes já preparados e devidamente cortados. Sabia que fica mais em conta comprar o frango inteiro e pedir para o açougueiro o corte do que comprar uma embalagem com ele já despedaçado? O mesmo acontece com o peixe.

E que tal trocar as leguminosas em lata por leguminosas secas? Cozinhar esta fonte de proteína vegetal em casa faz com que fique mais saudável e ajuda também a poupar algum dinheiro, pois um saco de meio quilo vai render uma quantidade bastante generosa do alimento. Além disso, as leguminosas podem fazer as vezes da proteína animal na alimentação, algo que, por si só dá mais saúde e faz com que a refeição fique mais econômica.

Não deitar ao lixo as frutas e verduras mais ‘feias’ não só evita o desperdício como a perda de dinheiro. Estes alimentos mais maduros e até mesmo esmagados podem ser usados em sopas e até mesmo massas de bolo.

Fazer em casa os caldos que se usam diariamente nas refeições – como o caldo de peixe, de carne ou vegetais – ajuda não só a evitar o consumo de uns quantos corantes, conservantes e níveis elevados de açúcar, sódio e gordura saturada, como permite ainda poupar algum dinheiro, diz a publicação. O caldo de vegetais pode, por exemplo, ser retirado da sopa.

Se a falta de tempo é o argumento usado para desculpar o take-away quase diário ou o congelador cheio de pizzas e lasanha, então – e como já dissemos – o melhor é destinar uma tarde por semana para fazer uma boa quantidade de refeições, que deve, depois, ser armazenadas por doses em recipientes e congeladas, estando prontas para consumir a qualquer momento.

Notícias ao Minuto

Comentários

comentários

Carregar mais em Lifestyle

Deixe um resposta

Seu email não será publicadoOs campos marcados são obrigatórios *

Quer mais? Veja isso.

Jungmann: Forças Armadas estão a postos para julgamento de Lula

Jungmann assegurou que existe “pessoal de pronto emprego para qualquer emergência…