Início Destaque Adeus ao dólar? China e Rússia concordam em aumentar comércio e investimento em moedas nacionais

Adeus ao dólar? China e Rússia concordam em aumentar comércio e investimento em moedas nacionais

113
Vladimir Putin e Xi Jinping ratificaram uma declaração que promove o intercâmbio comercial, o desenvolvimento de finanças e seguros.

R ússia e China concordaram em aumentar o papel do rublo e do yuan em pagamentos comerciais bilaterais, investimentos e financiamentos. Uma declaração a esse respeito faz parte dos resultados da cúpula entre as duas nações, realizada em Pequim na sexta-feira.

 

Os presidentes Vladimir Putin e Xi Jinping deram luz verde para promover o “crescimento da cooperação russo-chinesa no setor financeiro, a promoção de um aumento na participação das moedas nacionais em pagamentos comerciais, investimentos e financiamento” e também planejado ” expandir a colaboração em áreas como sistemas de pagamento e seguros “, diz a TASS.

Não se trata apenas de aumentar o intercâmbio comercial, mas de melhorar sua estrutura, buscando novas áreas de crescimento e colaboração. O presidente Putin estimou na cúpula que o comércio entre a Rússia e a China poderá atingir 100 bilhões de dólares até o final deste ano.

Segundo o documento, as partes também planejam “promover esforços destinados a harmonizar estratégias, programas e medidas para desenvolver economias nacionais e setores específicos”.

Eles também querem “criar um ambiente favorável para empresas russas e chinesas”, observar os “princípios da subjetividade corporativa” em grandes projetos bilaterais, continuar orientados para o mercado, expandir de forma sustentável o escopo do investimento e “criar condições favoráveis ​​para a emissão de obrigações transfronteiras. ”

A colaboração em questões de energia não se limita à compra de petróleo, gás, carvão e eletricidade, mas também inclui a exploração de recursos de energia renovável, eficiência energética e fornecimento de equipamentos de energia.

A China é o maior parceiro comercial da Rússia, que respondeu por 15% do comércio exterior da Rússia no ano passado. O comércio bilateral aumentou 31,5% em 2017, atingindo 87 bilhões de dólares. Ambos os países estão promovendo acordos em suas moedas nacionais nos últimos anos, subtraindo a proeminência ao dólar dos EUA.

De acordo com o Banco da Rússia, as empresas russas e chinesas estão dispostas a fazer pagamentos em rublos e yuan. No ano passado, 9% dos suprimentos da Rússia para a China foram pagos em rublos, disse o regulador à RT. Por sua parte, as empresas russas pagaram 15% das importações chinesas em yuan. Apenas três anos atrás, os números eram de 2% e 9%, respectivamente.

Por RT

Comentários

comentários

Carregar mais em Destaque

Deixe um resposta

Seu email não será publicadoOs campos marcados são obrigatórios *

Quer mais? Veja isso.

Adolescente é apreendido com mais de 400 tabletes de maconha dentro de carro em Presidente Epitácio

Ele foi abordado em um posto de combustíveis na Rodovia Raposo Tavares e alegou que levari…