Início Brasil Alerta: Menino cai de berço de creche na BA e fica sem enxergar e falar

Alerta: Menino cai de berço de creche na BA e fica sem enxergar e falar

41
Lucas Santos, de um ano e três meses, teve sequelas nos sistemas nervoso e central

U m menino de um ano e três meses caiu do berço de uma creche em Juazeiro, no norte da Bahia, e ficou com sequelas graves nos sistemas nervoso e central. Desde o incidente, em agosto deste ano, a criança não enxerga, fala e tem dificuldades para comer.

Lucas Santos passou por um exame de corpo de delito, uma perícia foi realizada no local e testemunhas foram ouvidas, segundo o ‘G1’. O caso foi registrado na delegacia da cidade e segue em investigação.

A proprietária da creche Cambalhota disse que Lucas descansava com outros cinco bebês quando a monitora e a diretora da estabelecimento precisaram se retirar do quarto. O menino teria acordado, pulado do berço e ficado com a cabeça presa entre dois berços.

A mãe de Lucas, Luana Santos, disse que a dona da creche ligou para ela avisando que o bebê tinha passado mal e por isso havia sido levado para uma unidade de saúde. “Eu pensei que ele tinha uma febre, nunca que passou pela minha cabeça que tinha acontecido isso com meu filho. Quando eu cheguei lá, me deparei com ele cheio de aparelhos, praticamente sem vida”, contou Luana.

+ Padre de igreja pichada com suásticas diz ser ‘um ato de vândalos’

Ainda segundo o ‘G1’, o menino foi levado às pressas para o Hospital da Criança, em Juazeiro, e depois transferido para uma unidade médica em Salvador, através da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) aérea.

Internado por 45 dias, Lucas foi diagnosticado com hipóxia – falta de oxigênio no cérebro entre 12 e 20 minutos. Por conta dos traumas e das sequelas nos sistemas nervoso e central de Lucas, os médicos questionaram a versão apresentada pela creche.

“Pode ser que isso dure para sempre, ninguém sabe. O médico não deu nenhum diagnóstico se ele vai ficar sem andar ou não. Tem possibilidade [do bebê voltar a andar]? Tem, mas ele disse que é muito difícil”, revelou a mãe.

A família da criança também reclama de falta de assistência por parte da creche com os custos com medicamentos, exames e consultas. A mãe do menino não poder trabalhar e tem de morar de favor na casa de uma prima do pai de Lucas.

A direção da creche se defende, diz que prestou todos os esclarecimentos e provas solicitados pela polícia e nega descaso. Segundo o estabelecimento, a família foi contatada várias vezes e nunca aceitou ajuda.

Notícias ao Minuto

Comentários

comentários

Carregar mais em Brasil

Deixe um resposta

Seu email não será publicadoOs campos marcados são obrigatórios *

Quer mais? Veja isso.

Ministério pede imunização contra febre amarela antes do verão

Alerta vale para áreas de risco, incluindo estados do RJ, MG e SP D iante da proximidade d…