Início Fama Ariana Grande, BTS e mais artistas engrossam catálogo do YouTube

Ariana Grande, BTS e mais artistas engrossam catálogo do YouTube

16
Uma página principal do YouTube Originals dá acesso a todo o catálogo da plataforma

S ÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A cantora Ariana Grande, o grupo coreano BTS e as estrelas Susan Sarandon e Gael García Bernal engrossam o elenco de produções do YouTube Originals, recém-chegada ao Brasil.

A plataforma de streaming do YouTube está há seis meses no ar por aqui e tem lançado, discretamente, novas produções.

Um dos longas em destaque é o drama “Viper Club”. Nele, a atriz Susan Sarandon vive uma mãe que recebe a notícia de que seu filho, correspondente de guerra, virou refém de um grupo terrorista. Ela recorre à polícia e ao governo, mas quando percebe que não terá apoio, começa a procurar o filho por conta própria.

Já “Museo” é a primeira produção latino-americana da plataforma. Com o ator mexicano Gael García Bernal, o longa já ganhou cinco prêmio, entre eles, o de melhor roteiro no festival de Berlim, do ano passado. A produção conta a história real de um grupo de criminosos que invade o Museu Nacional de Antropologia da Cidade do México para roubar 140 peças pré-hispânicas.

Quem gosta de ficção científica pode se deliciar com a série “Origin”, que no elenco Tom Felton e Natalia Tena, que foram respectivamente, Draco  Malfoy e a ninfadora Thonks na franquia de filmes “Harry Potter” (2001-2011).

Uma página principal do YouTube Originals dá acesso a todo o catálogo da plataforma. Por ali, é possível descobrir a variedade de produções, algumas dedicadas ao mundo da música. Há a série documental “Ariana Grande: Dangerous Woman Diaries”, que narra os bastidores de uma grande turnê da cantora americana. Já o longa “Burn the Stage: The Movie” explica o sucesso da banda de k-Pop coreana BTS.

Alguns detalhes, ainda, podem complicar a vida do público. O YouTube Originals está dentro do próprio YouTube, então as buscas não são feitas dentro desse canal.

A procura de um nome de um ator ou grupo musical, por exemplo, pode levar o internauta a outros vídeos aleatórios do YouTube. Outra questão é que as sinopses ainda são em inglês, e as As legendas também não são confortáveis.

Questionada sobre essas questões, a empresa diz que reúne todas as reclamações em sua página de Feedback -ou seja, quem não gostar de alguma coisa pode tentar a mudança na base da reclamação.

SEM DIVULGAR NÚMEROS, SERVIÇO ESTREIA NA ARGENTINA

O YouTube Premium está disponível em 29 países, incluindo Brasil, Coreia, EUA, Austrália, Nova Zelândia, México, Canadá, Finlândia, França, Alemanha, Irlanda, Itália, Noruega, Rússia, Espanha e Suécia. Nesta semana o serviço está sendo lançado na América Central e Argentina. A mensalidade por aqui custa R$ 20,90

Todas as séries e filmes estão disponíveis mundialmente, ou seja, elas estreiam simultaneamente em todos os países, segundo informou a empresa.

O YouTube não divulga a quantidade de produções disponíveis, nem se a plataforma de clientes têm aumentado com o passar dos meses. Ao contrário da Netflix, por exemplo, é possível dar uma espiada na audiência de alguns vídeos -nem todos têm essa função liberada.

O primeiro episódio de “Origin”, por exemplo,  que é aberto a não assinantes, tem mais de 2 milhões de acesso, mas já não é possível saber se esse mesmo público se rendeu ao segundo episódio. Os filmes também não mostram a audiência.

ALGUNS DESTAQUES

“Museo”, com Gael García Bernal

A produção conta a história real de grupo de criminosos que invade o Museu Nacional de Antropologia da Cidade do México para roubar 140 peças pré-hispânicas

“Weird City”

A série de ficção científica “Weird City” é uma co-criação de Jordan Peele, roteirista e diretor do longa “Corra” (2017). O elenco tem Michael Cera (“Arrested Development”), Mark Hamill (“Star Wars”) e Laverne Cox (“Orange Is The New Black”), entre outras estrelas de séries. A produção conta histórias diferentes ambientadas em uma metrópole futurista.

“Origin”

Um grupo de estranhos se encontra abandonado em uma espaçonave a caminho de um planeta distante. A primeira ideia era colonizar esse novo planeta, mas uma ameaça alienígena coloca em dúvida esses planos

“Viper Club”, com Susan Sarandon

Um correspondente de guerra é feito refém durante uma missão, o que levou sua mãe, impaciente com a falta de interesse do governo, a resolver o problema com suas próprias mãos.

Comentários

comentários

Carregar mais em Fama

Deixe um resposta

Seu email não será publicadoOs campos marcados são obrigatórios *

Quer mais? Veja isso.

Operação Paixão de Cristo começa hoje nas rodovias da região

Até o final da noite de domingo, a Polícia Militar Rodoviária atuará em regime especial de…