Início Região Bataguassu é classificada em 1º lugar no País com projeto voltado a promoção da igualdade racial

Bataguassu é classificada em 1º lugar no País com projeto voltado a promoção da igualdade racial

144

Caravina comenta que em 2015, Bataguassu aderiu ao Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir) e que já foi contemplado com um projeto anterior em combate a discriminação e racismo.

O município de Bataguassu foi classificado em primeiro lugar no País e o único do Estado de Mato Grosso do Sul com um projeto federal, que visa apoiar ações de promoção da igualdade racial e superação ao racismo. A iniciativa é do Ministério dos Direitos Humanos (MDH) e da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Snpir) fundamentadas pelo Estatuto da Igualdade Racial (Lei nº 12.288, de 20 de julho de 2010).

 

Segundo o prefeito de Bataguassu, Pedro Arlei Caravina (PSDB), a propositura do convênio foi aprovada em julho deste ano e visa fortalecer políticas públicas municipais de promoção da igualdade racial através de ações afirmativas que objetivam o fortalecimento institucional do Núcleo Municipal de Igualdade Racial e do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial (Compir).

Caravina comenta que em 2015, Bataguassu aderiu ao Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir) e que já foi contemplado com um projeto anterior em combate a discriminação e racismo.

Para ele, os recursos federais conquistados por meio de editais de chamada pública do Sistema de Convênios (Siconv) do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão possibilitam fortalecer e estruturar os órgãos de defesa dos direitos municipais para que esses possam atuar como agente mobilizador na superação das desigualdades raciais em Bataguassu. “Ficamos muito contentes com o resultado e isso mostra o empenho de toda nossa equipe. Juntos, com o acesso a efetivação das políticas públicas, vamos reduzir as desigualdades raciais”, afirmou o gestor.

Foto: Micael Nunes

Caravina comenta que a proposta do convênio selecionado prevê o desenvolvimento de oficinas e seminários (ações de capacitação, sensibilização e conscientização) que devem ocorrer entre os meses de novembro de 2018 e março de 2019 e terão como público-alvo, população negra, parda e indígena; atendidos por projetos sociais, servidores públicos e sociedade civil organizada.

O prefeito observa que as atividades serão organizadas pelo Núcleo Municipal de Igualdade Racial e que para a execução do projeto, serão disponibilizados recursos na ordem R$ 101 mil com contrapartida do município.

Além de Bataguassu, outras nove propostas de municípios dos Estados de Paraná, Minas Gerais, São Paulo e Espírito Santo, também foram contempladas com os recursos.

Por Assessoria de Imprensa Prefeitura Municipal de Bataguassu

Comentários

comentários

Carregar mais em Região

Deixe um resposta

Seu email não será publicadoOs campos marcados são obrigatórios *

Quer mais? Veja isso.

Região de Presidente Prudente soma média de 20 ocorrências/mês de estupro de vulneráveis

Q ualquer ato libidinoso pode ser indiciado como caso de estupro. E, desde setembro 2016, …