Início Lifestyle Consumo de açúcar em excesso aumenta em até 17% risco de doenças

Consumo de açúcar em excesso aumenta em até 17% risco de doenças

23
Nutricionista alerta sobre os perigos dos alimentos industrializados

O brasileiro nunca consumiu tanto açúcar como nos dias atuais. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), nos últimos 15 anos, a quantidade de açúcar na composição dos alimentos processados dobrou.

Os dados mostram que, entre sachês, colheradas e alimentos industrializados, o brasileiro consome diariamente cerca de 150 gramas de açúcar. A realidade nacional vai em direção contrária à recomendação da OMS: limite diário de 25 gramas de açúcar por dia, algo em torno de 6 colheres de chá.

Já está mais do que provado que o excesso de açúcar e a má alimentação estão diretamente ligados a desequilíbrios na saúde, como alterações dos níveis sanguíneos de colesterol e triglicérides, associados às doenças cardiovasculares. Além do aumento dos níveis de glicose, associados à resistência insulínica e diabetes, alterações nos níveis de pressão arterial, acúmulo de gordura que levam à obesidade e de diversos tipos de câncer.

A nutricionista do Clinic Check-up do HCor, Maria Fernanda Vischi D´Ottavio, ressalta que o alerta vale para todos, até mesmo para quem está em dia com a balança. “Estudos recentes evidenciam que a carga glicêmica elevada pode aumentar em até 17% o risco de doenças cardiovasculares. Os alimentos industrializados são os principais vilões para o consumo exagerado do açúcar, que são extraídos da cana de açúcar, da beterraba ou do milho”, diz.

A quantidade de açúcar presente nos alimentos industrializados está associada a altas concentrações de nutrientes inflamatórios, conhecidos como mediadores do processo de aterosclerose, que é a chave para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Além da conta

Tentar excluir totalmente o açúcar da alimentação é algo difícil. Ele está presente em vários alimentos de forma oculta, principalmente nos produtos industrializados. O sabor salgado engana, mas o açúcar está lá: no pãozinho, molhos prontos, sopas, biscoitos, ketchup, entre outros. “Para não ultrapassar os níveis seguros de consumo, o ideal é educar o paladar e não consumir bebidas e alimentos ainda mais doces. Fica cada vez mais evidente que uma alimentação rica em frutas, verduras, legumes, cereais integrais trazem enormes benefícios à saúde”, orienta a nutricionista.

Confira a relação da quantidade de açúcar contida em alguns alimentos industrializados e atente-se aos rótulos (por 100 ml/g):

Produto 100 ml/g

Chás prontos 9 g

Sucos prontos 13,3 g

Refrigerante à base de cola 13,6 g

Refrigerante à base de guaraná 10 g

Achocolatado pronto 23,5 g

Achocolatado em pó 9 g

Energéticos 11 g

Biscoitos recheados 280 g

Chocolate ao leite 98 g

Chocolate branco 112 g

Barras de cereal 56 g

Cereal matinal açucarado 44 g

Geleia 13 g

Bala sabor morango 80 g

Notícias ao Minuto

Comentários

comentários

Carregar mais em Lifestyle

Deixe um resposta

Seu email não será publicadoOs campos marcados são obrigatórios *

Quer mais? Veja isso.

Criança de 4 anos está na UTI após ser picado por escorpião em Venceslau

U m menino de quatro anos de idade foi picado por um escorpião na tarde deste domingo (13)…