Os cuidados com a saúde mental são essenciais para ter uma melhor qualidade de vida. Em um momento de isolamento social, como o que estamos vivendo, é normal se sentir estressado e aflito pelo fato de não poder sair de casa. No entanto, é importante ter em mente que essa é uma medida fundamental para garantir o bem-estar das pessoas, em especial daquelas que fazem parte dos grupos de risco.

Agora é o momento de cuidar de si e evitar ao máximo os pensamentos negativos que prejudicam não só a sua saúde mental, mas também a emocional e a física.

Para ajudar você a superar esse cenário difícil, separamos 7 dicas que ajudarão a melhorar a sua qualidade de vida e a cuidar da saúde mental. Acompanhe!

1. Cultive bons hábitos

Cultivar bons hábitos é essencial para se livrar do estresse do dia a dia. Nesse momento, dar prioridade ao que você gosta de fazer é uma maneira eficiente de tornar a sua rotina melhor.

Há aqueles que preferem plantar, outros aproveitam a ocasião para organizar a casa, ler ou estudar. Enfim, existem inúmeras opções de atividades que ajudam a não pensar tanto em coisas ruins.

Saber como aproveitar a aposentadoria ajudará você a enxergar a vida com outros olhos. Afinal, não é porque deixou a rotina profissional de lado que não precisa fazer mais nada, certo? Busque algo que o motive a acordar cedo todos os dias, proporcionando inspiração e motivação.

2. Mantenha contato com quem ama

Amor de filho, de neto e de amigos. É tão bom saber que existem pessoas que nos querem bem, não é mesmo? Manter contato com quem você ama é muito importante para tornar o seu dia melhor. Mesmo em situações de isolamento social, é possível fazer chamadas de vídeo e conversar com as pessoas por meio de aplicativos, como o WhatsApp.

É muito importante que você se cerque de pessoas que te fazem bem. Aquelas que o colocam para baixo devem ser afastadas do seu convívio social. Isso porque algumas palavras podem tirar a sua motivação e fazer com que se sinta mal emocionalmente, o que não é nada bom para a sua saúde mental.

3. Aprenda algo novo

Aproveitar a aposentadoria também pode significar a busca pelo conhecimento. Quanto mais aprendemos coisas novas, mais exercitamos o nosso cérebro. Sendo assim, busque formas de se capacitar ou aprimorar habilidades.

Quem sabe você não consegue fazer com que esse conhecimento traga uma renda extra? Pesquise por assuntos do seu interesse ou que possam estar voltados à sua antiga área de atuação.

Também vale aprender a praticar novos esportes, como natação, tênis e vôlei. Não existe idade para colocar em prática os seus desejos. Com exceção dos casos em que há restrição médica, você pode realizar o exercício que desejar. Além de cuidar da sua saúde mental, será possível melhorar a sua resistência física.

4. Valorize o tempo de descanso

Uma rotina agitada faz com que os seus níveis de estresse aumentem, seja devido à falta de tempo para fazer o que gosta, seja pela impossibilidade de estar com quem você ama.

Para evitar que isso aconteça, é importante que você programe o seu dia. Estabeleça uma rotina saudável, na qual você consiga desempenhar todas as suas obrigações diárias e ainda tenha tempo suficiente para descansar e cuidar da família.

Como descansar é algo que varia de pessoa para pessoa, há quem goste de tirar uma soneca e quem prefira realizar atividades mais agitadas, como alongamentos e exercícios físicos. Portanto, avalie o que traz prazer e descanso para a mente, de modo a incluir tal prática em sua rotina.

5. Pratique exercícios físicos

Por falar em exercícios físicos, não podemos deixar de mencionar a importância dessa prática, principalmente na terceira idade.

As atividades físicas ajudam a manter a capacidade de relaxamento do coração, reduzindo os riscos de doenças cardiovasculares e hipertensão. Aqueles que têm dificuldade para respirar começam a sentir a respiração mais fluida após a prática.

A saúde mental também é beneficiada com os exercícios. Isso porque, durante a prática, o corpo começa a liberar endorfina, promovendo a sensação de bem-estar e o bom humor. Sem contar a melhora na autoestima e na qualidade de vida daqueles que praticam as atividades físicas.

6. Dedique-se àquilo que mais gosta

O que você mais gosta de fazer? Tocar algum instrumento? Cantar ou dançar? Curte pintar? Independentemente da sua preferência, é importante dedicar-se àquilo que acredita que seja bom. Isso ajudará a ter mais disposição para enfrentar os desafios do dia a dia.

Além disso, você se sentirá mais feliz por fazer algo que realmente ama. Quem sabe, comece a dar aulas sobre o tema para outras pessoas que estão iniciando no ramo? Lembre-se de que, por mais que você seja muito bom em alguma coisa, ensinar outras pessoas sobre o assunto ajudará a buscar mais conhecimento e se tornar um expert no seu segmento.

7. Mantenha a vida financeira em ordem

Independentemente da idade, conquistar uma vida financeira organizada é essencial para evitar o estresse e ter uma mente sadia. Perder noites de sono por conta de compromissos em atraso não fará bem, mas saiba que nunca é tarde para elaborar um bom planejamento e eliminar as dívidas.

Feito isso, você pode se organizar para viajar tranquilamente com a família ou pensar em outros meios de complementar a sua renda. Uma boa opção, nesse caso, é realizar investimentos para a aposentadoria.

Os cuidados com a saúde mental são fundamentais para ter mais qualidade de vida e tranquilidade. Separar um tempo para si também é importante para recarregar as energias e vencer os desafios diários. Lembre-se de manter ao seu lado apenas quem quer o seu bem e se preocupa com você. Assim, não terá mais problemas com o estresse e poderá desfrutar de uma vida saudável.

Por: Simone Franco / Via Certa

Mostrar mais artigos relacionados
Mostrar mais por Gazeta Ribeirinha
Mostrar mais em Estilo de Vida
.