O Ministério da Economia transfere hoje R$ 15 bilhões para estados e municípios.

Os recursos fazem parte da segunda parcela dos R$ 60 bilhões do socorro a estados e municípios, construído por Paulo Guedes e Davi Alcolumbre.

As outras duas parcelas serão repassadas em 12 de agosto e 11 de setembro.

O socorro aos estados foi aprovado no Congresso e sancionado por Jair Bolsonaro em maio.

A proposta prevê o repasse de R$ 60 bilhões a prefeitos e governadores e a suspensão de dívidas com a União. Como contrapartida, municípios, estados e União ficam obrigados a não dar aumentos salariais aos servidores até o fim de 2021.

 

Mostrar mais artigos relacionados
Mostrar mais por Gazeta Ribeirinha
Mostrar mais em Economia
.