De acordo com um comunicado da JBS, a nova fábrica no interior do estado será dedicada à produção de peptídeos de colágeno bioativos e gelatina. Ambos subprodutos do abate bovino da empresa são utilizados na indústria de beleza.

A companhia espera inaugurar a fábrica até o fim de 2021, gerando 130 empregos diretos e 500 indiretos. No total, a JBS já investiu R$ 280 milhões em Presidente Epitácio, já que em junho a empresa fez um aporte de R$ 100 milhões para converter um frigorífico desativado em duas unidades.

Segundo a companhia, na unidade irão funcionar suas operações, a partir de das empresas: JBS Transportadora e a Orygina, que produz insumos para a indústria farmacêutica.

Orygina atua na área de produção de matéria-prima para centros de pesquisas, desenvolvimento molecular, terapias genéticas e vacinas. As substâncias são usadas como insumos para princípios ativos para o setor farmacêutico e são desenvolvidos a partir de subprodutos da cadeia de proteína animal.

Mostrar mais artigos relacionados
Mostrar mais por Gazeta Ribeirinha
Mostrar mais em Cidade e Região
.