Após estimular pessoas, empresas e órgãos públicos a investirem em energia solar, Aneel é pressionada a recuar

O bilionário lobby das distribuidoras de energia (empresas que emitem a conta de luz) tenta acabar com as regras definidas pela Aneel, agência reguladora, destinadas a estimular a utilização da energia solar no Brasil, inclusive residencial.

As distribuidoras nunca se conformaram com a criação de facilidades para consumidores instalarem painéis de energia fotovoltaica. Sistemas que geram energia, reduzem o valor da conta de luz em até 90%, e ainda permitem a independência em relação às distribuidoras. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Em razão do poder financeiro, as distribuidoras se associaram a ONGs, até de “defesa do consumidor”, para pressionar pelo fim da energia solar.

O lobby prejudica milhares de pessoas, empresas, prefeituras, governos, tribunais de Contas e até o STJ, todos atraídos por resoluções da Aneel.

As distribuidoras exercem forte influência nas decisões da Aneel, como revelaram operações recentes da Polícia Federal.

A tentativa é acabar com a chamada “geração distribuída”, taxando abusivamente postes e cabos que levam energia aos consumidores.

Diário do Poder

Mostrar mais artigos relacionados
Mostrar mais por Gazeta Ribeirinha
Mostrar mais em Economia
.