Para promover a conscientização sobre os malefícios do cigarro e incentivar fumantes a tratarem a dependência, desde 2012, a Prefeitura da Estância Turística de Presidente Epitácio, através da Secretaria de Saúde oferece o Programa de Controle ao Tabagismo. Uma parceria com o Governo Federal.

O Programa disponibiliza tratamento por meio do grupo antitabagismo, com encontros realizados todas as quintas-feiras no Centro de Saúde II.

Os mais de 800 pacientes que já passaram pelo programa são atendidos por uma equipe multidisciplinar, composta por médicos, psicólogos, farmacêuticos e enfermeiros. Cerca de 80 % destes pacientes deixaram de fumar.

De acordo com a psicóloga Marina Novazzi Sgorlon, a primeira abordagem do projeto é realizada através de Palestra Motivacional. A palestra aborda questões relacionadas aos malefícios em relação à saúde, dependências relativas à nicotina, estratégias para cessar o hábito e organização dos encontros.

“Sabemos que o tabagismo é responsável, aproximadamente, por 50 doenças e constitui um fator de risco importante para um grande número de cânceres. Então, o objetivo do programa é resgatar o paciente para que ele faça deixe o tabagismo.”, explica.

“Reforçamos no grupo o conceito de que o medicamento não é totalmente responsável pelo resultado. É preciso vontade do usuário de querer parar de fumar além do apoio de toda equipe multiprofissional que auxilia na cessação de tabagismo. Desenvolvemos o grupo há 7 anos, percebemos que os encontros têm gerado efeito positivo, devido ao número de pessoas que deixaram o tabaco. Isso é bastante significativo”, afirmou.

Os grupos têm em média entre 30 a 50 pacientes. Uma nova turma foi iniciada há 3 semanas e já mostra resultados positivos.

Antônio Pinto de Moura começou a fumar aos 10 anos. Hoje aos 67 anos, afirma que, com apenas 15 dias participando do grupo de apoio, já sente os efeitos positivo do Programa. “Decidi parar de fumar. Percebi que o cigarro não estava me fazendo bem, e resolvi entrar no grupo. Eu respirava mal, não conseguia caminhar em subidas, porque sentia muito cansaço e fadiga. Nestes 15 dias, após ter parado de fumar, eu já consigo até correr. Não sinto fadiga e nem uma certa agonia que eu sentia, até a tosse parou”, relatou o paciente.

 

Os usuários são encaminhados pelas equipes do Programa Saúde da Família, ou podem entrar obter mais informações no Centro de Psicologia da Prefeitura, localizado à rua São Paulo, nº  5-45, no Complexo Administrativo, ou através do telefone 3251-8000.

Os perigos do Tabagismo

O cigarro, todos os anos, leva a óbito mais de cinco milhões de pessoas em todo o mundo, dentre elas, 200 mil brasileiros. Com esses índices, o tabagismo é a causa evitável que mais leva seres humanos a morte e é responsável por 90% dos casos de câncer de pulmão.

Além das consequências fatais, o hábito de fumar traz danos de curto e médio prazo para a saúde. Alguns são imediatos, como a perda de fôlego, a maior propensão a doenças respiratórias, o mau hálito e o amarelamento de dentes e dedos. Com o tempo, irritações na garganta passam a ser cada vez mais comuns e a pressão arterial tende a subir, podendo gerar um quadro crônico de hipertensão.

Mostrar mais artigos relacionados
Mostrar mais por Gazeta Ribeirinha
Mostrar mais em Cidade e Região
.