Início Policial Suspeito de envolvimento em morte de idoso durante assalto é preso em Junqueirópolis

Suspeito de envolvimento em morte de idoso durante assalto é preso em Junqueirópolis

140
Rapaz de 20 anos negou o latrocínio, mas testemunhas ouvidas pela Polícia Civil confirmaram a participação dele no crime.

U m homem de 20 anos foi preso na tarde desta segunda-feira (23) sob suspeita de envolvimento no caso de latrocínio – roubo seguido de morte – que vitimou um homem de 62 anos, em Junqueirópolis. O crime ocorreu em uma propriedade rural e a esposa do idoso também foi agredida durante o assalto.

Conforme informações do delegado da Polícia Civil responsável pelo caso, Eliandro Renato dos Santos, o jovem negou ter participado do caso ou cometido o crime. “Apesar da negativa dele, duas testemunhas alegaram em depoimento à polícia que o suspeito comentou com elas que teria participação no latrocínio”, explicou o delegado ao G1.

A Polícia Civil, então, solicitou à Justiça a prisão temporária do rapaz de 20 anos, que foi atendida.

O delegado afirmou ao G1 que as investigações continuam para identificar e localizar o segundo homem envolvido no latrocínio.

A polícia conseguiu recuperar o carro das vítimas e os produtos levados da residência.

O crime

Um homem, de 62 anos, morreu e sua esposa, de 66, sofreu agressões durante um assalto na zona rural de Junqueirópolis na noite deste domingo (22). Da residência do casal, os ladrões levaram dois celulares, uma televisão e uma furadeira. O caso foi registrado como latrocínio, que é o roubo seguido de morte.

Conforme informações da Polícia Civil, os bandidos chegaram à propriedade e arrombaram a porta da sala, momento em que anunciaram o assalto ao casal, que passou a ser agredido durante toda a ação criminosa.

A mulher foi levada para o quarto, onde os indivíduos colocaram um capuz em sua cabeça e pediram dinheiro. Em outro cômodo, o homem, que era agredido, acabou jogando uma cadeira em um dos ladrões. Neste momento, o idoso levou uma coronhada na cabeça, bem como sofreu outras lesões – que exames necroscópicos deverão apontar – e morreu no local.

Em seguida, os bandidos pegaram a mulher, a amarraram e a amordaçaram, colocaram-na no carro da família e fugiram com o veículo no sentido de Irapuru.

Entretanto, de acordo com a Polícia Civil, aparentemente o automóvel apresentou um problema e foi abandonado em um canavial com a vítima dentro do espaço de passageiros.

Após a fuga dos indivíduos, a mulher conseguiu desamarrar seus pés e suas mãos, saiu do carro e caminhou cerca de três quilômetros até a sua casa, falou com vizinhos e acionou a polícia.

Do G1

Comentários

comentários

Carregar mais em Policial

Deixe um resposta

Seu email não será publicadoOs campos marcados são obrigatórios *

Quer mais? Veja isso.

Sem Lula, Bolsonaro lidera corrida presidencial com 20%, diz Ibope

Candidato do PSL é seguido por Marina Silva (12%), Ciro Gomes (9%) e Geraldo Alckmin (7%);…