O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), não participará da coletiva do governo paulista, na tarde desta quarta-feira (23), para anunciar os resultados dos testes da fase 3 da Coronavac, porque viajou de férias para Miami, onde tem apartamento. A viagem foi confirmada à CNN por pessoas próximas ao governador.

Doria embarcou para os Estados Unidos ainda nesta terça-feira (22), mesmo dia em que o governo paulista anunciou medidas mais rígidas de isolamento social no estado durante o período de Natal e do Réveillon, em razão do aumento dos casos de Covid-19.

A licença para a viagem do governador foi publicada no Diário Oficial do Estado desta terça-feira e terá duração de 10 dias. Com isso, o tucano não deve participar da posse do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), marcada para a tarde de 1º de janeiro.

Em nota, o governo paulista informou que Doria se afastou do cargo por 10 dias a partir desta terça-feira “para se dedicar à família, pois se ausentou desse convívio durante o combate à pandemia do coronavírus.” O próprio governador também deu essa justificativa nas redes sociais.

Tuíte de João Doria

“A partir de hoje, o vice-governador, Rodrigo Garcia (DEM), assume interinamente o Governo de SP. Estou tirando dez dias de licença para me dedicar à minha família. Trabalhei ininterruptamente ao longo de 2020, sacrificando o convívio familiar, especialmente com a Bia, minha esposa”, postou Doria no Twitter.

O governador só conseguiu entrar nos Estados Unidos porque tem passaporte diplomático. Para cidadãos brasileiros com passaporte comum, o governo americano exige uma quarentena de pelo menos 14 dias em um dos países que não tenham restrições vigentes, como o México.

O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, testou positivo para Covid-19.

Por CNN Brasil

Mostrar mais artigos relacionados
Mostrar mais por Gazeta Ribeirinha
Mostrar mais em Política
.