A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) quer ampliar a participação de produtores rurais, cooperativas, associações e entidades públicas nos leilões de terceiros em seu Sistema de Comercialização Eletrônica. Para isso, a instituição colocou em consulta pública nova regulamentação dessas negociações com o objetivo de expandi-las e garantir mais segurança tanto para quem oferta quanto para quem arremata os produtos nos leilões.

“O pequeno e médio produtor tem acesso restrito ao mercado. Com os leilões na nossa plataforma, eles podem acessar outros comercializadores e fornecedores de forma segura e transparente”, afirma o superintendente de Operações Comerciais, Rogério Gonçalves.

Ele explica que a ferramenta serve tanto para o agricultor vender seus produtos, como comprar insumos ou ainda fazer trocas. “Funciona assim: o produtor diz que tem tantas toneladas de milho, por exemplo, em tal local. Ele coloca o preço mínimo e, se houver interesse, os compradores dão seus lances”, complementa Gonçalves.

Com a divulgação no site da Conab da proposta de regulamentação, qualquer interessado pode sugerir melhorias pelo e-mail conab.gecom@conab.gov.br. “O produtor e outros interessados em participar dos leilões têm de passar quais são suas necessidades para que possamos melhorar a o sistema”, diz o superintendente, ressaltando a segurança da plataforma, que prevê punições para quem não cumprir as regras.

Gonçalves acrescenta que 13 bolsas de mercadorias do país já estão inscritas para participar dos leilões e que os produtores podem fazer também as ofertas por meio delas ou procurar diretamente a Conab de sua região. Ele diz que o objetivo da Conab agora é ampliar a realização dos leilões de terceiros no sistema para beneficiar mais produtores.

Por SNA

Mostrar mais artigos relacionados
Mostrar mais por Gazeta Ribeirinha
Mostrar mais em Economia
.