Na última semana, o PC do Lil Zé, jovem músico de 12 anos e compositor independente, parou de funcionar e impossibilitou que ele continuasse suas produções musicais. Por isso, nós, da Pichau, recebemos incontáveis menções dos fãs solicitando que o ajudássemos e resolvemos atender e ainda conversamos com ele sobre sua relação com o PC, com a música e os games.

Lil Zé
Imagem: Reprodução

Ele nos enviou o computador e ficamos muito surpresos com o que vimos. O gabinete estava muito sujo e com alguns riscos. Além disso, o cooler do processador estava solto e caído no “chão” do gabinete. A configuração era bem simples, memórias no padrão DDR2 totalizando 3GB e processador e placa-mãe de modelos muito básicos e ultrapassados.

Lil Zé, em entrevista exclusiva ao Pichau Arena, afirmou que a máquina antiga o impedia de fazer muitas atividades. “Esse é meu PC desde que eu comecei as minhas produções. Muitas vezes eu estava gravando minhas músicas e meu computador travava, simplesmente dava tela azul e isso me atrapalhava muito.”

“Não achei que tanta gente se mobilizaria para me ajudar a conseguir ajuda para um PC novo. Acho que o fato de ajudar meus amigos a produzir músicas e fazer meus próprios sons me ajudou bastante a conquistar tanto apoio. Fiquei muito, muito feliz quando vi que a Pichau iria me ajudar, é esse tipo de coisa que me motiva a sempre continuar”.

Carreira e futuro

Lil Zé contou também um pouco sobre carreira. “Comecei ouvindo uns traps no YouTube e como tenho amigos que produzem, eles foram me ajudando. A minha relação com meus pais é muito boa, eles me apoiam e sempre me apoiaram no meu trabalho. Eu soube que estava dando certo quando um amigo me avisou que uma página havia me divulgado no Facebook, fui conferir e percebi que havia dando um grande passo na carreira. Quero continuar fazendo meu trabalho e inovando para ser reconhecido internacionalmente, sempre buscando coisas novas. Creio que o PC vai me ajudar muito nessa missão.”

Relação com os jogos e programas

Questionado sobre sua relação com os games, Lil Zé afirmou: “Meus jogos favoritos são Free Fire, GTA, Brawlhalla e mais alguns outros. Acho muito legal a relação que o MC Caverinha tem com o Free Fire e, falando nisso, preciso jogar alguns duos com ele. A música dele com o Alok para a Liga Brasileira de Free Fire é demais, muito bem produzida. Se eu pudesse escolher algum jogo pra fazer uma parceria como essa, com certeza seria o Free Fire também. Além disso, admiro muito a LOUD, eles jogam demais.”

“Tenho alguns amigos músicos que também jogam, como o YungKid’Raph. Não jogamos muito juntos, mas em breve vem mais uma música nossa por aí.” Vale lembrar que em Skype, uma das faixas que os dois tem juntos, YungKid cita o battle royale da Garena.

Lil Zé
YungKidRaph e Lil Zé – Imagem: Reprodução

“Além dos jogos, preciso usar o PC para abrir o Adobe Photoshop, Paint Tool SAI e o FL Studio. Podem ter certeza que com o novo computador vou fazer muitas músicas, muitos beats e é claro jogar um Free Fire. Gosto também de usar para desenhar e ficar em chamada no Discord com meus amigos. Um álbum novo está por vir, junto com a chegada da máquina nova que a Pichau enviará.”

Por fim, ele deixou uma mensagem para seus fãs e para a Pichau. “Quero agradecer muito a todos que me acompanham desde sempre, são vocês que me motivam a sempre continuar firme e forte. Além disso, agradeço demais também à galera da Pichau por ter me ajudado com o PC, podem ter certeza de que vai ajudar demais no meu trabalho.”

Confira também: PC Gamer do Lil Zé finalizado

Fonte Pichau Arena

 

Mostrar mais artigos relacionados
Mostrar mais por Gazeta Ribeirinha
Mostrar mais em Fama
.