Beijado por vários convidados, recém-nascido acabou por contrair a doença.

O caso foi primeiro contado pela mãe, numa publicação no Facebook, mas esta história que serve de alerta tem corrido por estes dias a imprensa britânica.

Ashleigh White, de 21 anos, natural de Barnsley, queria batizar o seu filho quando este tinha apenas um mês de idade.

Infelizmente, o bebé trouxe uma ‘infeliz recordação’ do dia do batismo: a criança acabou por contrair herpes.

A mãe apercebeu-se de que o pequeno Noah tinha o olho direito infetado, com bolhas. “Muitos amigos abraçaram-no e beijaram-no no batismo, poderia ter sido qualquer um deles”, recordou a mãe, que reviveu a história por estes dias na antena da BBC.

Conta a BBC, citando números da Organização Mundial de Saúde, que a condição é rara. Trata-se de herpes neonatal, uma condição que afeta dez em cada cem mil nascimentos a nível mundial.

Noah chegou a estar entre a vida e a morte. A criança já fez nove meses de idade, entretanto, mas a verdade é que este episódio no seu batismo fez com que boa parte dos primeiros meses de vida deste bebé implicassem internamento, idas ao hospital e medicação.

Nesta fase, o Noah ainda está num processo de recuperação. após ter tido uma recaída em março.

“Só quero que mais pessoas percebam os riscos e as consequências de beijar um bebé, especialmente um recém-nascido”, alerta esta mãe.

O vírus do herpes é comum entre adultos, sendo possível ter o vírus sem nunca ter tido sintomas visíveis. Um recém-nascido, porém, ainda tem um sistema imunitário frágil e em desenvolvimento, daí que corra um risco maior.

Notícias ao Minuto

Mostrar mais artigos relacionados
Mostrar mais por Gazeta Ribeirinha
Mostrar mais em Mundo
.