No ano passado, fiscalização da Polícia Militar Rodoviária apreendeu 24,9 toneladas de entorpecentes

A malha viária de Presidente Prudente é conhecida como a rota do tráfico de drogas. Diariamente, diversos veículos são abordados pela fiscalização policial, o que resulta em prisões e apreensões de entorpecentes. Dados da Polícia Militar Rodoviária mostram que a região fechou 2019 com recorde na apreensão de drogas nas rodovias, desde 2017. De janeiro a dezembro, os militares tiraram de circulação 24.907,036 toneladas de entorpecentes, com destaque para a maconha.

“Nosso combate é em conjunto com as equipes de inteligência, interação e outros órgãos policiais que contribuem para o êxito de apreensões”, salienta o comandante da 2ª Companhia de Policiamento Rodoviário, capitão André Domingos Pereira. Na atuação rodoviária, destaca o trabalho desenvolvido pela equipe de TOR (Tático Ostensivo Rodoviário), que recebe treinamento específico para esse tipo de ocorrência.

No ano passado, os militares realizaram a maior apreensão de drogas do Estado de São Paulo, sendo preso em flagrante um homem transportando 11.307,100 toneladas de maconha. O produto estava armazenado sob uma carga de soja. “Essa foi a maior quantidade apreendida na história pelo policiamento rodoviário do Estado”, afirma o comandante.

PRODUÇÃO E EXPORTAÇÃO

VÊM DE PAÍSES VIZINHOS

De toda a droga apreendida, acredita-se que a maior parte dela seja produzida no Paraguai e na Bolívia. De acordo com o comandante, ela é encontrada com pessoas contratadas pelos traficantes para irem a postos em Estados vizinhos, como o Mato Grosso do Sul. Nos locais, buscam os entorpecentes para distribuição a outros criminosos que fazem a partilha e revenda.

O que merece atenção dos militares é o modus operandi (forma de atuação) dos traficantes, que passa por mudanças sempre que a polícia desvenda as técnicas. “É importante que a gente esteja buscando novos conhecimentos e práticas [para coibir]”, considera o comandante da companhia.

O Imparcial

Mostrar mais artigos relacionados
Mostrar mais por Gazeta Ribeirinha
Mostrar mais em Cidade e Região
.