A primeira experiência comprova que a tecnologia poderá ser usada para permitir que astronautas permaneçam durante longos período de tempo no ‘Planeta Vermelho’.

Parece que, mesmo depois de conseguir fazer voar um helicóptero em Marte, a NASA pretende continuar a surpreender os aficionados da exploração espacial com as suas experiências no ‘Planeta Vermelho’. A mais recente consistiu em transformar dióxido de carbono em oxigênio.

Esta transformação foi possível graças a um instrumento presente no rover Perseverance conhecido como MOXIE (Mars Oxygen In-Situ Resource Utilization Experiment), que conseguiu extrair dióxido carbono e transformá-lo em 5.4 gramas de oxigénio. Diz o Business Insider que esta quantidade é suficiente para manter um astronauta vivo durante dez minutos mas, mais importante, é a prova que a tecnologia em questão funciona.

O resultado desta primeira tentativa é animador e comprova que a tecnologia poderá ser usada para permitir a permanência de astronautas em Marte durante longos períodos.

Ainda assim, o MOXIE será usado mais nove vezes ao longo dos próximos dois anos.

Notícias ao Minuto

Mostrar mais artigos relacionados
Mostrar mais por Gazeta Ribeirinha
Mostrar mais em Tecnologia
.