Mais de 1.000 casos de uma nova cepa do coronavírus foram identificados nos últimos dias na Inglaterra, predominantemente no sul do país – onde isso pode estar relacionado a um aumento de casos – disse nesta segunda-feira (14) o ministro da Saúde britânico, Matt Hancock.

“Identificamos uma nova variante do coronavírus, que pode estar associada à disseminação mais rápida no sudeste da Inglaterra”, disse Hancock em um comunicado ao Parlamento.

“A análise inicial sugere que esta variante está crescendo mais rápido do que as variantes existentes”, disse.

“Devo enfatizar neste ponto que atualmente não há nada que sugira que a variante seja mais provável de causar doenças graves, e a orientação clínica mais recente é que é altamente improvável que essa mutação não responda a uma vacina”, acrescentou.

vacinação emergencial contra a Covid-19 começou na semana passada no Reino Unido, e está utilizando o imunizante elaborado pela parceria entre a farmacêutica Pfizer e a empresa de biotecnologia BioNTech.

Por CNN Brasil

Mostrar mais artigos relacionados
Mostrar mais por Gazeta Ribeirinha
Mostrar mais em Mundo
.