Conhecer o próprio corpo, fazer exercícios físicos e até controlar o consumo de açúcar estão entre os conselhos da especialista

A dificuldade de atingir o clímax durante a relação sexual pode estar relacionada a vários fatores diários, como estresse, nervoso, ansiedade, problemas profissionais e até mesmo físicos. De acordo a ginecologista de São Paulo, Maria Elisa Noriler, o sexo faz parte de uma boa qualidade de vida e é importante que as mulheres se sintam confiantes para explorar este lado. Por isso, a especialista citou algumas dicas que podem te ajudar a melhorar a saúde sexual. Confira:

1. Se conheça! – Utilize a prática da masturbação para conhecer o seu corpo, faz bem e permite se conhecer melhor e saber o que gosta;

2. Aposte em suplementos naturais – Algumas ervas como a marapuama, manjericão, alecrim, catuaba, tribullus e vitaminas E e C aumentam a libido. “Além de aumentar a disposição e o apetite sexual, esses suplementos também são fitoterápicos (afrodisíacos), o que aumenta não só a libido, mas a potência sexual”, afirma a especialista.

3. Faça exercícios – Atividades físicas regulares melhoram o fluxo sanguíneo, o que ajuda a acelerar a excitação;

4. Fique atenta ao seu anticoncepcional – A pílula pode alterar os seus hormônios e prejudicar o prazer sexual. “É importante que a mulher vá a consultas com o ginecologista e analise o anticoncepcional utilizado. Muitas vezes, dependendo do organismo e da pílula, pode haver perda da libido”, afirma a médica.

5. Controle o consumo de açúcar – Uma alimentação rica em açúcares afeta o organismo feminino e seus hormônios, o que faz eliminar substâncias e nutrientes que contribuem para o maior desejo sexual;

6. Pense em sexo – Ao fazer isso, você envia estímulos ao cérebro de que está disposta e com vontade de praticar o sexo. Por isso, procure pensar mais no assunto;

7. Consuma vinho – A bebida contém resveratol e polifenol, substâncias que estimulam o organismo a produzir estrógeno. Logo, aumenta o desejo sexual e intensifica as chances de acontecer um orgasmo.

“No geral, para ter uma boa saúde sexual, além de ficar atenta ao uso da camisinha, é importante seguir uma vida saudável. Ter uma alimentação balanceada, com pouca ingestão de açúcares e alimentos gordurosos, além de praticar atividades físicas regularmente são fatores simples que influenciam também na vida sexual”, finaliza Maria Elisa.

Notícias ao Minuto

Mostrar mais artigos relacionados
Mostrar mais por Gazeta Ribeirinha
Mostrar mais em Estilo de Vida
.