O Tribunal de Contas de São Paulo deu 48 horas para o governo do estado prestar informações sobre a licitação para monitorar apoiadores e detratores da gestão de João Doria nas redes.

Na semana passada, o senador Major Olímpio (PSL) pediu ao órgão a suspensão do edital, que prevê pagamento de até R$ 15,8 milhões pelo serviço — ele aponta desvio de finalidade.

O Antagonista

Mostrar mais artigos relacionados
Mostrar mais por Gazeta Ribeirinha
Mostrar mais em Política
.