Turismo e segurança não podem ser tratados separadamente, pois ao mesmo tempo em que o viajante privilegia os destinos seguros, o aumento da circulação de pessoas nas ruas e monumentos tende a ampliar a sensação de estarmos em segurança. Estimular uma sinergia entre ambos deve ser compromisso de todo cidadão e dever do estado e município.

Destinos que presam pela segurança da população e turistas devem se organizar com equipamentos e profissionais preparados para atender os mais diversos tipos de ocorrências, e assim garantir a ordem e uma boa imagem da localidade, pois se compreende que a segurança é um bem coletivo, voltado antes de tudo ao cidadão, mas que consequentemente o turista também usufrui.
Para um município ser percebido como um destino seguro é necessário uma força-tarefa, por ser considerada uma ação extremamente complexa, para isso, os gestores públicos e a sociedade devem unir esforços em prol do grande desafio de consolidar a imagem do local como segura aos moradores e visitantes.

É notório que ao longo dos anos, estados e municípios avançaram nas ações de proteção ao turista com a criação de delegacias especializadas e outras iniciativas. O Rio de Janeiro, principal destino de lazer do país e ícone do turismo nacional, inovou durante a Copa do Mundo com um programa de apoio integral ao visitante, que reúne representantes das forças da policias civil e militar, e órgãos de defesa do consumidor. Iniciativas como as citadas ajudam a aumentar a sensação de segurança, orientação e cuidado com o visitante. Desta maneira, vale uma indagação sobre a Estância Turística de Presidente Epitácio: Como está a segurança no município? Como os visitantes avaliam esse item? Entende-se que por mais que a resposta seja relativamente positiva, é evidente que pode evoluir ainda mais, tornando este quesito um forte atributo do destino.

A realidade é que não carecemos de projetos mirabolantes, e sim de ações efetivas de políticas públicas que se cumpram em curto prazo, e tragam a todos a percepção de que aqui é um bom lugar para se viver ou visitar, mas para que isso aconteça é imprescindível uma junção de fatores. Tal afirmação pode ser ratificada no pensamento de Ivenio Hermes, quando cita que “Segurança Pública se faz com pessoas que conseguem aliar boas ideias, planejamento e ação”.
Até a próxima!

Wantuyr Tartari

Mostrar mais artigos relacionados
Mostrar mais por Gazeta Ribeirinha
Mostrar mais em Estilo de Vida
.