Ministério da Saúde aponta repasse de 139 mil litros do Malathion aos Estados, no entanto, destaca eliminação de água parada como medida mais eficaz

O Ministério da Saúde informa que iniciou a distribuição de 139 mil litros do Malathion, inseticida utilizado para matar o Aedes aegypti adulto, para todos os Estados do país. De acordo com a pasta federal, esse quantitativo é superior ao que já foi liberado em períodos críticos, como em 2016, quando foram enviados nacionalmente 121 mil litros. A Secretaria Estadual de Saúde acrescenta que recebeu os quantitativos de Malathion e de larvicida, que serão redistribuídos para os municípios, incluindo Presidente Prudente.

Os comunicados sucedem a reportagem “Caso suspeito de morte por dengue em Prudente”, publicada na página 9 da edição de domingo, na qual a VEM (Vigilância Epidemiológica Municipal) de Prudente apontou que as ações de combate ao mosquito foram dificultadas pela falta do inseticida para nebulização e do larvicida, que não são repassados desde julho de 2019. No sábado, quando o material foi produzido, a pasta federal, responsável pela definição e aquisição do produto, não tinha expediente.

O Ministério da Saúde enfatiza, no entanto, que o uso do adulticida é a última estratégia de enfrentamento ao problema da zika, dengue e chikungunya, visto que, nesta fase, o mosquito já atingiu a fase adulta. “A medida mais eficaz é a eliminação de focos de multiplicação do mosquito [água parada], evitando que eles nasçam”, expõe.

O Imparcial

Mostrar mais artigos relacionados
Mostrar mais por Gazeta Ribeirinha
Mostrar mais em Cidade e Região
.