Todas cirurgias e internações oncológicas serão transferidas para o HRCPP, a partir da próxima quarta-feira (1)

A partir do dia 1° de julho, o Hospital Regional do Câncer de Presidente Prudente (HRCPP) realizará todas as cirurgias e internações oncológicas que eram feitas na Santa Casa de Presidente Prudente. Estima-se que esse repasse corresponde ao número de até 80 cirurgias e internações por mês, sendo procedimentos de pequena, média e alta complexidade.

A transferência ocorrerá como aconteceu com os serviços de Radioterapia e Quimioterapia: o HRCPP atuará como um prestador de serviços da Santa Casa, com o repasse da verba do Sistema Único de Saúde (SUS), visto que a unidade oncológica não possui credenciamento.

O HRCPP já realiza cirurgias e internações desde outubro de 2019, custeando os procedimentos por meio de doações da comunidade. Dessa forma, os atendimentos que ultrapassam o teto-SUS transferido pela Santa Casa, continuarão sendo realizados em gratuidade – ou seja, com recurso de doações.

Segundo o hospital, essa transferência não possui ligação com o convênio com o governo do Estado – no qual o HRCPP aguarda o retorno para dar encaminhamento.

“O convênio de 90 dias com o Estado para a transferência dos pacientes oncológicos do Hospital Regional ainda está pendente. Já realizamos todas as adequações solicitadas pelo Estado, adquirimos TVs e frigobares para equipar os 80 leitos previstos no convênio e aguardamos a resposta do Estado para prosseguir. Esse repasse da Santa Casa para o hospital faz parte de uma parceria de longa data das instituições e permitirá que os pacientes oncológicos recebam todo o tratamento em um só local e que a Santa Casa possa liberar leitos para o atendimento da demanda geral”, explica a instituição.

Atualmente, o HRCPP realiza cerca de 4,5 mil atendimentos por mês nos setores: ambulatório, radioterapia, quimioterapia, centro de diagnóstico por imagem, cirurgias e internações (leitos comuns e UTI). Com o acolhimento desses pacientes oncológicos que ainda realizam alguns procedimentos na Santa Casa, os atendimentos aumentarão e o hospital necessitará de ainda mais apoio da comunidade.

“Esperamos que esse seja mais um passo para o pleno funcionamento do HRCPP. Precisamos – e sempre precisaremos – do apoio da comunidade para a compra de insumos, medicamentos, pagamento da folha, entre outras coisas que mesmo com o credenciamento ao SUS, estaremos deficitários”, finaliza o HRCPP.

Como ajudar?

O HRCPP busca o apoio financeiro para a compra de insumos, medicamentos e equipamentos básicos e, assim, garantir os atendimentos na instituição. Com a pandemia do novo coronavírus (COVID-19), os eventos beneficentes foram adiados, ou até mesmo cancelados, o que resultou na diminuição da captação de recursos da instituição.

Por isso, o objetivo do HRCPP é mobilizar os parceiros (instituições, agronegócio, comissões de apoio e outras iniciativas) junto à comunidade em geral para que os atendimentos possam continuar. Formas de ajudar:

  • SP Cap: Por meio da compra do título de capitalização SP Cap filantropia premiável, você pode ajudar o HRCPP e concorrer a valiosos prêmios. Para saber mais, acesse:http://spcapprudente.com.br/
  • Vaquinha Online: Para ajudar na captação de recursos, o HRCPP lançou uma vaquinha online com o objetivo de arrecadar 300 mil reais para a instituição. Doe agora:http://vaka.me/1075682
  • Telemarketing: O Hospital possui um serviço de telemarketing que abrange inúmeras cidades da região. As ligações são feitas pelo número (18) 3229-9700, no período das 09h às 15h20, de segunda a sexta-feira.

Mostrar mais artigos relacionados
Mostrar mais por Gazeta Ribeirinha
Mostrar mais em Cidade e Região
.