A obra da implantação da rede coletora e estação de tratamento de esgoto no Distrito do Campinal foi iniciada no dia 7 de abril de 2014, porém mediante a constatação da incapacidade operacional da empresa, o contrato foi cancelado.

Já no inicio da gestão da prefeita Cássia, em março de 2017 foi realizada novas analises dos serviços executados pela empresa que iniciou a obra e o que poderia ser aproveitado para o projeto que deu origem ao novo contrato. Em julho de 2019, a prefeita assinou a ordem de serviço com a empresa Encotel – Engenharia, Construção e Locações Eireli, para executar os serviços da execução complementar.

Segundo o Engenheiro, Felipe Domenice, a obra do esgoto está com 68% executado. “A ETE (Estação de tratamento de esgoto) falta receber os equipamentos que foram cotados pela empresa e passado para que a SABESP possa acompanhar a produção”, finaliza.

Mostrar mais artigos relacionados
Mostrar mais por Gazeta Ribeirinha
Mostrar mais em Cidade e Região
.