Celulares, chips telefônicos, cartão de memória, pendrives e documentos foram apreendidos durante o cumprimento dos mandados de busca nesta quarta-feira (29).

A Polícia Civil deflagrou, na manhã desta quarta-feira (29), a Operação Colubra, que investiga um crime de extorsão praticado contra uma advogada, em Presidente Epitácio (SP). Um homem de 44 anos foi preso.

A advogada contou à polícia que vinha sofrendo ameaças por desconhecidos, através de ligações telefônicas e mensagens de WhatsApp. A alegação era de que ela tinha uma dívida com uma ex-colega de trabalho, a título de honorários advocatícios, objeto, inclusive, de cobrança judicial no valor de R$ 14,3 milhões.

Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão, sendo dois na cidade de Presidente Epitácio e dois no município de Bataguassu (MS).

Um homem de 44 anos, atualmente morador da zona rural de Bataguassu, com nome falso, foi preso. Com ele, foram apreendidos sete telefones celulares, 12 chips telefônicos, um cartão de memória, nove pendrives e 15 documentos.

O suspeito de cometer o crime responde também outro processo por extorsão, no Estado sul mato-grossense. Ele estava foragido da Justiça, já que possuía em seu nome quatro mandados de prisão.

O investigado passará por audiência de custódia e será encaminhado à Cadeia de Presidente Venceslau (SP), ficando assim a disposição da Justiça. A polícia investiga ainda a possível participação de outras pessoas no caso.

Por G1

Mostrar mais artigos relacionados
Mostrar mais por Gazeta Ribeirinha
Mostrar mais em Cidade e Região
.